Hoje é o dia!

32022f390eed9acc2212fd05ee200175

“Vê que proponho, hoje, a vida e o bem, a morte e o mal” (Deuteronômio 30:15).

“Ligue já!” “Peça hoje mesmo o seu!” “Compre agora!” Através dos anúncios com esse tom de urgência, somos instados a comprar, ver, viajar e desfrutar imediatamente dos produtos ou serviços oferecidos. Os vendedores sabem que, quando um comprador em potencial adia a sua decisão de adquirir algo, as possibilidades de fechar o negócio se reduzem drasticamente.

Em outros aspectos da vida verifica-se o mesmo fato: a pessoa que resolve abandonar um vício, mas não já, está condenando sua decisão ao fracasso. Siegfried J. Schwantes já dizia: “Quanto maior o intervalo entre a resolução e a sua execução, tanto menor a probabilidade de êxito” (Colunas do Caráter, p. 34).

Uma das maiores tragédias da natureza humana é que todos nós nos sentimos propensos a adiar o tempo para a tomada de decisões. A criança diz: “Quando eu crescer…” O rapazinho diz: “Quando eu casar…” Depois a frase muda: “Quando eu me aposentar…” E, assim, não decide nunca.

Mas, quando chega a aposentadoria, o indivíduo olha para trás, para o caminho percorrido, e sente um vento gelado na alma. Depois de passar a vida inteira preocupado com o futuro, ele agora pensa no passado. E só então descobre que desperdiçou a vida. Porque vida real é aquela vivida no presente – cada momento, cada hora, cada dia.

O mesmo se dá com a vida espiritual. Deixar para amanhã o preparo espiritual é arriscado, porque ninguém sabe se estará vivo amanhã. O dia da salvação é hoje. Note o tom de urgência do apóstolo Paulo: “Assim, pois, como diz o Espírito Santo: Hoje, se ouvirdes a Sua voz, não endureçais o vosso coração” (Hb 3:7,8). E, dentro do dia de hoje, há um momento ainda mais específico: “Eis agora o tempo sobremodo oportuno, eis, agora, o dia da salvação” (2Co 6:2). A salvação e avida eterna começam, portanto, aqui, agora, e não depois, em outro tempo ou lugar.

Porém, alguém poderá dizer: “Mas eu já aceitei a salvação. Já sou batizado há 20 anos!” Acontece que a salvação não é um assunto do passado. É do presente. É preciso converter-se diariamente.

O profeta Elias obteve uma estrondosa vitória em um dia para, no dia seguinte, sofrer uma vergonhosa derrota. No dia anterior, Elias havia confiado em Deus sem reservas e o Senhor lhe deu a vitória. No dia seguinte, ele não fez o devido preparado espiritual e foi derrotado.

Por isso, peça a graça de Deus para o dia de hoje.

Joyce Zanardi, “Hoje”

Fonte NT…

ACAMP VERÃO 2017

Faça já sua inscrição!

acamp-verao-2017-p