Jesus está perto

Volta de Jesus

“Se permanecerdes em Mim, e as Minhas palavras permanecerem em vós, pedireis o que quiserdes, e vos será feito” (João 15:7).

A comunhão com o Pai celeste afetou a existência da falecida Sra.Chiang Kai-shek. “Eu costumava pedir que Deus fizesse isso ou aquilo”, escreveu ela certa vez. “Agora oro para que Deus torne conhecida para mim a Sua vontade”. Assim como estamos dispostos a ouvir os pedidos de nossos filhos, Deus está esperando, disposto a ouvir e atender as nossas orações.

Jesus prometeu: “Pedireis o que quiserdes, e vos será feito”. Assim, o pedir corresponde a nós.

Note a condição que Jesus apresenta para responder às nossas orações: “Se permanecerdes em Mim, e as Minhas palavras permanecerem em vós”. Para receber a resposta às nossas orações, é necessário permanece junto a Jesus e imergir em Sua Palavra. O Senhor ouve a oração honesta. Se houver sinceridade, expresse-a; se não houver, não diga nada. Às vezes simplesmente proferimos as palavras da oração, enquanto estamos pensando em algo completamente diferente. Nossas orações devem ser significativas – o resultado de andarmos bem junto a Jesus.

Um ponto importante a lembrar é que a oração não muda a Deus. “Como as estrelas no vasto circuito de sua indicada órbita, os desígnios de Deus não conhecem adiantamento nem tardança”. – O Desejado de Todas as Nações, pág. 32. Ele pode por vezes ter caminhos alternativos de atuação, ou propor uma escolha, como quando permitiu que o rei Davi escolhesse um de três castigos: sete anos de fome, três meses de derrotas nas batalhas ou três dias de pestilência (2Sm 24:12-14).

O propósito de Deus nunca se altera, mas a oração transforma as coisas, sim. A oração pode remover dificuldades, curar enfermos, reunir famílias, mudar completamente o curso da vida de uma pessoa e até redirecionar a História; mas isso ocorre porque somos nós os transformados. A oração leva uma pessoa a harmonizar-se com Deus. Tornamo-nos Seus sócios. Esquecendo-nos daquilo que buscávamos receber com tanto empenho, nossa mente agora se concentra naquilo que Deus quer para nós.

Quando estamos nas mãos de Deus, sabemos que Ele conduzirá as coisas para nosso melhor bem (Rom. 8:28). Alguns imploram que Deus lhes cumpra a vontade e depois reagem com ira ou desapontamento quando Deus não lhes responde à oração. Mas, quando permanecermos junto a Cristo o suficiente para certificar-nos quanto à vontade de Deus, nossos problemas serão resolvidos.

Suzanne Hirle, Respostas”

Fonte NT…

ACAMP VERÃO 2017

Faça já sua inscrição!

acamp-verao-2017-p