Membros ou discípulos?

Adoração-Blog-01

“A saber, que os gentios são coerdeiros, membros do mesmo corpo e coparticipantes da promessa em Cristo Jesus por meio do evangelho” (Efésios 3:6).

O Novo Testamento nunca se refere àqueles que se unem à igreja como “membros”, no sentido em que a palavra é utilizada hoje. Somos “membros” do corpo de Cristo, em sentido orgânico, mas não como “membros” em termos de “afiliados”, participantes de uma agremiação ou de um tipo de clube.

O termo membro, no sentido bíblico, expressa a ideia de unidade, respeito, cooperação e solidariedade. Você já observou que em um corpo saudável os membros nunca estão em luta interna ou em competição? Imagine: os dedos dos pés passam a maior parte da vida apertados, sob pressão e peso, em uma atmosfera menos que recomendável, sendo vistos apenas por poucas pessoas. Mas nunca ouvimos dizer de artelhos inconformados que quisessem ser joelho ou nariz.

Você pode imaginar por que a igreja, às vezes, é fraca, perdendo sangue em lutas internas, “mordidas” e ataques de uns aos outros? Num corpo, os membros são mais que mero ajuntamento de partes. Cada parte vive para a preservação da outra. Já pensou se um pé fosse amputado porque pisou no outro? E se os dentes fossem arrancados porque morderam a língua? Ao contrário disso, eles pertencem a uma unidade. A língua, embora tenha o poder da fala, não diz: “Vamos nos livrar desses dentes”. Imagine se alguns membros se aliassem contra o resto do corpo, como às vezes acontece na igreja. Dentro do “clube maior”, com frequência encontramos a existência de “clubinhos” e “guetos”, afirmando: “Eu sou de Pedro, eu sou de Paulo, eu sou de Apolo”, ou menos “sou melhor que todos, pois eu sou de Cristo”, em pretensa superioridade espiritual.

Muitos estão satisfeitos pensando na igreja como uma agremiação, com algumas regras fixas, em que os “afiliados” devem assistir a algumas reuniões, fazer contribuições periódicas e viver “mais ou menos” de acordo com as normas do clube. Jesus eliminou essa hipótese, referindo0-Se a Seus seguidores não como “membros”, mas como discípulos de (Mt 10:24,25; Jo 8:31; 13:35, etc). Assim, os discípulos de Cristo são “membros” apenas quando isso é entendido em termos bíblicos. Unidos organicamente ao corpo, parte uns dos outros, sob a autoridade de Cristo, que é a cabeça da igreja (Ef 1:22,23).

Fernando Iglesias, “Desperta”

Fonte NT…

ACAMP VERÃO 2017

Faça já sua inscrição!

acamp-verao-2017-p