O ensino bíblico mais repugnante

pensive young man

“Porque a vida da carne está no sangue. Eu vo-lo tenho dado sobre o altar, para fazer expiação pela vossa alma, porquanto é o sangue que fará expiação em virtude da vida” (Levítico 17:11).

Era 1:30 da tarde. Eu acabara de chegar da igreja.

Após um rápido almoço aquecido no micro-ondas, me dirigi até a garagem para pegar Scottie, nosso vibrante cachorrinho. Como de costume, seu submisso corpinho atendeu meu chamado. Com confiança ele me olhou, na esperança, sem dúvida alguma, de que eu tivesse um ossinho escondido nas mãos atrás de mim.

Ergui-o gentilmente e levei-o até o porão, pois eu não queria que o estranho ato que iria praticar naquele dia fosse visto pelos vizinhos. Escondido em segurança, coloquei o cachorrinho do meu lado e arranjei minhas ferramentas. Depois ajoelhei-me e orei.

Então, colocando minha mão direita sobre a cabeça do animalzinho, confessei meus pecados. Enquanto isso, com a mão esquerda, passei uma faca bem afiada pela garganta do confiante e ingênuo Scottie. Por volta de 1:50 eu havia terminado.

A experiência me devastou. Eu não havia matado coisa alguma por muitos anos, muito menos com as próprias mãos. Enquanto estava ali ajoelhado, semiparalisado, eu podia sentir as artérias do cachorro pulsando ao verter suas últimas gotas de sangue – cada pulsação parecia fazer ecoar a mensagem: “O salário do pecado é a morte, o salário do pecado é a morte.” Com náusea indescritível, me arrastei até a pia, onde procurei lavar minhas mãos pegajosas daquilo que me fazia lembrar de que o pequeno Scottie havia morrido pelos meus pecados.

Agora, antes de você ligar para o Departamento de Proteção aos Animais, compreenda, por favor, que toda essa história é totalmente fictícia. Contei essa história para que você pudesse ter uma “ideia” do que era o sistema sacrifical do Antigo Testamento.

Se a ilustração lhe causou repugnância, alcancei meu objetivo – o propósito de salientar o preço elevado do pecado e suas terríveis consequências na vida de Cristo. Lembre-se de que Ele morreu pelos meus pecados. Morreu em meu lugar. Ele sofreu a pena de morte que me cabia, para que eu tivesse a Sua vida. Esse é o mistério da cruz, o ponto principal dos dois testamentos.

7Mus, “Sangue precioso”

Fonte NT…

ACAMP VERÃO 2017

Faça já sua inscrição!

acamp-verao-2017-p