Segundo vítima, resiliência é chave para a cura do câncer de mama

Lucineia do Amaral ao lado de seu esposo após ser curada do câncer de mama.

Artur Nogueira, SP… [ASN] Quando se tem uma doença grave, a resiliência se apresenta como uma aliada na cura. Na vida dona de casa Lucineia Amaral, de 45 anos, essa qualidade sempre foi sua companheira de lutas e vitórias. Vítima de um câncer na mama, a paulista conta que duas coisas a ajudaram no processo da cura. No entanto, o mais importante foi ser forte e nunca desanimar, apesar de tudo. Conheça um pouco de sua história na entrevista concedida à Agência Adventista Sul-americana de Notícias.

Leia mais clicando aqui…

ACAMP VERÃO 2017

Faça já sua inscrição!

acamp-verao-2017-p